Fala galera do Giants Brasil! Beleza? Recentemente uma onda de protestos contra o racismo tomou conta dos Estados Unidos. E com isso, diversos esportistas e organizações esportivas se pronunciaram em favor do combate ao racismo. E claro que com o New York Giants não foi diferente.

Esta semana o repórter Art Stapleton trouxe a informação de que o Gigante Azul de Nova Iorque tornou o dia 19 de junho um feriado organizacional. Isso significa que o Quest Diagnostics Training Center em Nova Jersei ficará fechado nesta data.

O Presidente e um dos donos do time, John Mara, enviou no dia 15 de junho um e-mail à organização em nome dele e de Steve Tisch (co-proprietário do NY Giants). Neste e-mail o mandatário reforça aos empregados o esforço contínuo da organização no combate ao racismo.

O feriado é chamado dentro da organização “Juneteenth” e celebra o fim da escravidão nos Estados Unidos. Aliás o nome “Juneteenth” é dado à uma data anualmente celebrada pelos nos EUA para lembrar o fim da escravidão, especialmente nos estados do sul do país.

Nós continuamos a debater sobre o que podemos fazer para ajudar a unir e curar e, o mais importante, criar reais oportunidades e mudanças significativas. Nós temos a responsabilidade enquanto cidadãos de trabalhar de uma maneira colaborativa. O mais importante é o que podemos fazer para fazer a diferença. Nós temos a habilidade para advogar por justiça social e mudança sustentável

John Mara & Steve Tisch

Outro importante nome a se pronunciar sobre o assunto foi o Head Coach Joe Judge. Numa entrevista dada para o mesmo Art Stapleton, o HC dos Giants disse que “o mais importante a ser feito como um técnico ou líder é ouvir”. Além disso, Judge foi claro ao dizer que até o momento nenhum jogador do atual elenco se pronunciou sobre ajoelhar durante o hino e que se tal fato acontecer ele apoiará incondicionalmente o atleta que fizer tal ato.

Além desses assuntos, Joe Judge disse que o Giants tomou a iniciativa de fazer um projeto com seus jogadores onde, o roster do Giants foi dividido em vários sub grupos e esses grupos se espalharam por toda Nova York e New Jersey.

O objetivo é identificar comunidades e locais que estão precisando de ajuda e direcionar esses grupos de jogadores a ajudar cada localidade da maneira que puderem, tanto os jogadores como a franquia do Giants em sí. É uma forma de fazer o bem e conectar o time a esses locais.

Em nome de toda a equipe do Giants Brasil: #BlackLivesMatter